first time? drop dead.
come back on ur 3rd time here...

teses

cómicos

readings

dee and dum

fanzines

main comix/zines

meet tha crew

about us

não costas?

legenda: uma aventura intelectual, este país não é para novos, pechincha de 2016, a vinha, o vinho e suas gentes e por um preço, opinião a última crónica, 1857 partilhas e muitas-muitas! redes sociais...

A propósito de tantas outras coisas, registamos a despedida:

A relação que mantemos com as organizações onde trabalhamos, com o trabalho que fazemos e com a nossa profissão é uma relação sentimental. Por vezes, pode até ser descrita mais rigorosamente como uma relação amorosa. Não é, como tantos patrões infelizmente pensam, uma mera relação comercial, definida pelo valor de uso pontual que empregado e patrão atribuem um ao outro, e que pode ser facilmente substituída por qualquer outra financeiramente mais interessante.

Uma actividade profissional não é apenas um emprego mas uma identidade. Diz quem somos. É por isso que tantas vezes, quando nos apresentam a alguém numa função social, enunciam a nossa profissão ou a organização onde trabalhamos, ao mesmo tempo que dizem o nosso nome. Somos o que fazemos.

A organização onde trabalhamos não é apenas o local onde passamos umas horas todos os dias, mas — por ambivalente que seja a nossa relação com ela — o projecto ao qual dedicamos anos de trabalho, horas roubadas ao sono e à família, onde investimos a nossa imaginação e a nossa inteligência, para onde canalizamos muito do melhor de que somos capazes.
in "A Última Crónica" 4 jan 2017

Continua aqui. Extra sobre o exercício de funções que agora cessa:

Iniciei há 16 anos, a 2 de Janeiro de 2001, com uma crónica sobre os riscos da Internet para a privacidade

Aquilo das coincidências? "A última" e o ano que vem: imprensa, jornalistas, muckrakers, aquele jornal que tanto gostamos de parodiar, ads & $$$, big corps e independência, jobs e falta deles -a word of caution aos teens presos no flip-a-burger-, comunidade, internet, privacidade etc etc etc. E aquilo de continuar, mesmo contra elitismos:

Eu continuarei certamente a escrever.


- e também a propósito dos que desistem, desistindo: seria crítico, se o fosse.


"did tha big bad monster chew ur head off?"

nova ignorância, nova confusão