sorry folks: u forgot tha say 'please'
voltaremos quando vos for mais inconveniente

first time? drop dead.
come back on ur 3rd time around...

anti-teses

murat - aberto toda a noite

até que não

execute flash

Continuamos de onde ficámos - 2014 - e descemos da Rússia à República Checa. Dos MOTIV COLLECTIVE, que o nosso czech inexistente não nos permite dizer se ainda existem, mas à data descritos na primeira pessoa como -

We are an independent collective from the Czech Republic. We focus on Games, Graphic novels, Illustrations, Animations and Music
in "NoMotiv.org"

Uma combinação de competências intrigante, e uma transição simpática para efeitos de alegoria e continuação de moral. Se Uno Moralez trabalhava à data os seus GIFs que combina em páginas sequenciais para criar uma estória, os Motiv - que notamos aqui anteriormente - recorriam a tecnologia de ponta para na mesma página combinar mini-sequências que se repetiam na interação com o seu visitante. Duas metodologias de narrativa e composição de página diferentes, mas o lo-fi parece ter compensado no long-run.

Para memória futura deixamos um vídeo da experiência, sigam o ponteiro para indicação da interactividade.

screen capture do "Murat - non stop bar" 2014

De considerações sobre narrativas e afins para outra altura: ocupa-nos o substrato que o permite - a tecnologia. O Flash está de saída e todos os projectos sujeitos a essa solução condenados a desaparecer por detrás de um aviso como o que recebe os visitantes da página oficial desse esforço colectivo.

O nosso take away: não precisamos de reverter ao papel, mas ser inteligentes na escolha do suporte certo e evitar tech que não se mantenha aberta e acessível por milénios por vir. Permitam-nos a repetição: formatos proprietários são silos fechados e dead ends evolutivos.

evolução