sorry folks: u forgot tha say 'please'
voltaremos quando vos for mais inconveniente

first time? drop dead.
come back on ur 3rd time around...

teses

cómicos

readings

dee and dum

fanzines

main comix/zines

meet tha crew

about us

Prémios Profissionais de Banda Desenhada 2014

Na primeira divulgação oficial que encontramos dos Prémios Profissionais de Banda Desenhada 2014 encontramos esta singela frase:

"Foi suprimida este ano a categoria WebComic do Ano."

Ponto final. Next.

Podíamos fazer um exercício de pura demagogia e interrogarmo-nos sobre o porquê dessa nuance: porque foram os webcomics atirados para canto e desapropriados dos PPBD? Não se terão publicado webcomics entretanto? Os que se publicaram têm menos mérito do que há um ano trás? É porque o vencedor óbvio deste ano foi já divulgado o ano passado, no mesmo sítio onde também se adivinhou o vencedor de então? Independentemente das razões, se os PPBD formalizam agora novos moldes não incluindo os webcomics depois de o terem feito no passado, temos que supor que na edição do ano passado estes só foram contemplados para fazer número e arrematar o ramalhete em prol de uma diversidade artificial de encher o olho. A situação não é abonatória para os envolvidos porque quer tenha havido uma inflação dos webcomics na edição anterior ou uma deflação deles nesta é um desmérito quem implica todos aqueles que os trabalham. Seria de louvar se o vencedor da edição passada, compreendendo o ridículo da situação, devolvesse a taça com algum alarido e indignação à mistura em nome de todos os que com o mesmo esforço e dedicação fazem comics, na web. Mas por outro lado seria de esperar que um ridículo bem maior e anterior à presente situação também tivesse tido oportunidade de fazer o seu caminho... Mas não faremos tal exercício: para que estas observações tivessem cabimento teríamos primeiro de investir nos próprios PPBD de algum tipo de relevância. E nem falamos do umbigo: que tivessem relevância entre o seu próprio público já seria um bom início.

Notamos no entanto o esforço dos responsáveis de co-optarem esse público: se conseguirem um alinhamento de júris que -

"apenas apresenta nove repetições em relação ao ano passado”

- em todas as suas edições, terão conseguido reunir nestes todos os leitores de BD de Portugal em só mais dois anos.

Post scriptum:

Entre aqueles que fazem eco dos PPBD como "hey, tudo o que vem à rede..." não encontrámos nenhuma referência ao dumping dos webcomics. Hats off por isso à decisão tomada, a sua opção parece mais do que justificada e ademais merecida pelos restantes. Mas onde deixa isso o vencedor do ano passado? Insurge-te homem, fizeram-te o poster-boy desta piada.

stroll along, nothin' tha see here